Entrevista

A decoração e a arquitetura se apresentam como a moda: cada uma pode criar o seu próprio estilo

Profissão:
Arquiteto

Há quanto tempo envolve-se com decoração e como se interessou pela área?

Estou envolvido com arquitetura e decoração há mais de 15 anos. Embora tenha formação em arquitetura, sempre procurei trabalhos que estivessem diretamente ligados a materiais de acabamento e projetos de interiores.

Os aspetos mais importantes de uma decoração:

A textura, a iluminação e a peculiaridade dos detalhes.

As inspirações para decorar:

Um arquiteto está sempre em busca de aprimoramento e qualificação profissional a fim de melhor atender os seus clientes. Eu viajo e visito frequentemente os grandes centros e eventos do setor para agregar valor ao meu repertório arquitetônico. A visita em lojas especializadas, quer seja no Brasil ou na Europa também são um grande celeiro de ideias. Sou um profissional muito curioso por isso, não deixo de ler, ver e pesquisar tudo o que se refere a projetos decorativos.

O processo criativo:

Sempre que inicio um trabalho, o primeiro passo é a organização dos materiais de referência. Em seguida surgem os croquis a mão livre, e a finalização com detalhes que nortearão o projeto. A arte está muito ligada ao meu trabalho, por isso costumo usar grafite e hidrocor para salientar algum material ou elemento de destaque no projeto..

Do início ao fim como desenrola seus projetos decorativos?

A entrevista com o cliente é fundamental! Tudo o que puder perguntar ou saber sobre quem utilizará o espaço a ser decorado ou redecorado deve ser considerado essencial. Depois da conversa, da análise dos materiais de referência e muitos croquis, é finalizada a proposta em 3 dimensões e apresentada ao cliente, juntamente com os estudos iniciais mais relevantes. Quando se tem a aprovação do cliente é encaminhado ao setor do escritório que cuida dos detalhes e, posteriormente, à execução. O resultado é um trabalho de alta qualidade, com estilo e bom gosto de onde foi impressa criações, traduzida nas últimas tendências e lançamentos da arquitetura, decoração e design de interiores. 

Prefere um ou vários estilos de decoração?

A função do arquiteto ou decorador é tentar transformar a ideia do cliente em realidade, da melhor forma possível, por isso trabalho com vários estilos e me adapto facilmente ao gosto do cliente.

Com que estilo de decoração mais se identifica?

Decoração contemporânea! Adoro essa mistura de estilos, onde não se define num primeiro momento, se é clássica ou moderna. Isso traz muita personalidade para um espaço e o torna um ambiente versátil. Penso também que a decoração e a arquitetura se apresentam como a moda: cada uma pode criar o seu próprio estilo.

Espaço que mais gosta de decorar e porquê?

Gosto muito de quartos porque trabalhamos com a personalidade explícita de cada cliente, com seus gostos e desejos mais íntimos. E gosto também das salas de estar e jantar porque é lá que podemos ousar de elementos, estilos, texturas, objetos de arte... tornando o resultado final muito mais que aconchegante.

O que está in e o que está out em termos de decoração?

Iin está a mistura de estilos, a reciclagem de objetos antigos com valor sentimental, a busca pelo conforto e pela personalidade, ou seja, a tentativa de deixar qualquer espaço um verdadeiro refúgio. Out está a ideia de espaços não sustentáveis e com gastos desnecessários.

Existe alguma cor, detalhe ou peça que utilize sempre nas suas decorações?

Procuro sempre inserir elementos amarelos, tanto em pequenas ou grandes peças. Entretanto, o toque natural dos materiais, como por exemplo, textura, madeira ou pedra é o ponto alto da minha marca nos projetos decorativos.

 

Conheça os projetos decorativos de Daniel Romanelli

Curta Idea Arquitetura no Facebook