Entrevista

Gosto de pensar no espaço como uma história onde há elementos dinâmicos

Há quanto tempo envolve-se com decoração e como se interessou pela área?

Depois de ter terminado a licenciatura, em 2000, comecei a trabalhar numa produtora cinematográfica. Em paralelo, surgiu a oportunidade de fazer algumas telas infantis para a loja de uma amiga. Os clientes gostaram e começaram a pedir mais, sendo mais tmabém a vontade de me dedicar a tempo inteiro a esta área. E foi assim que, em 2001, nasceu, num pequeno atelier, onde fazia as peças que revendia a lojas multimarca. Em 2004, após ter participado na Feira de Artesanato do Estoril e sondado os clientes que por lá passaram, arrisquei a abertura de um showroom em Telheiras. Mais tarde, em 2005, abri a loja de Campo de Ourique. No fundo, é uma empresa que se foi construindo aos poucos, ao ritmo ditado pelos clientes e as suas necessidades.

Os aspetos mais importantes de uma decoração:

A segurança dos artigos e matérias-primas são os aspectos mais importantes numa decoração infantil. Também é importante criar um espaço com dimensões adequadas para a criança brincar dar asas a imaginação no seur ecanto.
As cores também são essenciais! Um ambiente alegre, divertido, com cores vivas promovem espaços luminosos e acolhedores, onde a criança se sente bem.

As inspirações para decorar:

Das crianças, é óbvio! Os seus gostos, preferências, sonhos… Muitas vezes o comentário de uma criança chega a inspirar-nos para criar as nossas coleções! As outras influências vêm de livros e ilustrações, filmes, um cartaz qualquer ou uma música que se ouve…

O processo criativo:

Conhecer pessoalmente para quem se vai criar um espaço facilita toda a dinâmica no processo criativo, mas nem sempre isso é possível . Em outros casos recorro ao dossiers de recortes, arquivos com ideias gerais, anotações em cadernos, coleções de padrões que tanto podem vir da capa de um livro, como de uma fotografia ou de um tecido. Na hora de criar algo é mais fácil recorrer a esta “base de dados”!

Do início ao fim como desenrola seus projetos decorativos?

Quando o cliente nos contata apresentamos alguns exemplos dos trabalhos que desenvolvemos e explicamos que poderá recorrer a um projeto 3D. A proposta que é apresentada ao cliente pode ser alterada quantas vezes for necessário, até estar de acordo com o que idealizou.
Após a aprovação final, a encomenda é feita e se encaminha para a montagem.

Prefere um ou vários estilos de decoração?

Pessoalmente gosto de um estilo depurado, com linhas direitas e um ar clean. Gosto de cores, mas como detalhe sobre estruturas brancas. E valorizo muito a luz! No entanto, trabalho com outros estilos e até considero um desafio adaptar o meu estilo habitual em gostos distintos.

Com que estilo de decoração mais se identifica?

Com um estilo luminoso, alegre, mas não muito saturado. Gosto de desenhos e padrões, mas apenas como detalhe. Gosto também de colocar alguns detalhes divertidos, que aproveitem recantos que costumam não serem utilizados: carrinhos descendo uma ombreira da porta, uma girafa espiando algo atrás de um móvel… Não sou muito adepta do estilo minimalista, que para quartos de crianças pode se tornar desconfortável e frio.

Espaço que mais gosta de decorar e porquê?

Como trabalho com decoração infantil, os espaços que mais decoramos são os quartos, banheiros e quartos de brincar ou de estudo. Qualquer um destes espaços podem ser um desafio!

O que está in e o que está out em termos de decoração?

Na decoração tudo é aceitável! In estão os móveis que permitem conjugar várias funções (dormir e arrumar, arrumar e estudar, etc.) e que ajudam a maximizar o espaço de um quarto pequeno, por exemplo.

Existe alguma cor, detalhe ou peça que utilize sempre nas suas decorações?

Gosto de pensar no espaço como uma história onde há elementos dinâmicos! Utilizo uma estrutura branca, com cores distribuídas pelas gavetas, prateleiras, acessórios e também alguns bonecos expostos de forma aleatória num determinado móvel.

Há também dois tipos de acessórios que adoro utilizar nos meus projetos decorativos: os painéis de parede em detrimento das pinturas (são móveis, laváveis e permitem efeitos muito engraçados) e as "bolachas" para aplicar em móveis e paredes. Os adoro porque permitem criar uma decoração original e flexível de mudanças.

 

Conheça os projetos decorativos de Cristina Resina

Curta Cristina Resina no Facebook

SIga Cristina Resina no Pinterest e no Instagram