Entrevista

Uma decoração ganha sentido quando está relacionada com a funcionalidade

Profissão:
Designer de Interiores e Equipamento

Há quanto tempo envolve-se com decoração e como se interessou pela área?

Estou envolvida a esta área há cerca de 3 anos, desde que acabei a minha licenciatura em Design de Interiores e comecei a trabalhar. No início dedicada à área de espaços comerciais e, atualmente, numa variante comercial e habitacional.

Os aspectos mais importantes de uma decoração?

Uma decoração ganha sentido quando está relacionada com a funcionalidade.

As inspirações para decorar:

A inspiração é a alma do negócio! Ela passa por estar atenta as novas tendências e ser uma profissional curiosa… Procurar sempre algo mais! A inspiração não está somente em objetos ou ambientes de decoração, mas sim em tudo o que nos rodeia!

O processo criativo :

Tenho um método próprio de atendimento e trabalho onde o cliente participa inteiramente no processo criativo. O meu objetivo não é apenas decorar, remodelar ou construir... é criar um espaço envolvente no qual, quem lá vive, se sinta em perfeita harmonia, conforto e bem-estar…

Do início ao fim como desenrola seus projetos decorativos?

Posso fazer os projetos decorativos em três formas, sendo 2D, 3D e Consultoria de Interiores e/ou Feng Shui. O projeto 3D se torna mais fácil a visualização prévia… e depois de este ser aprovado, faço orçamentos e o acompanhamento necessário para que o projeto seja idealizado!

Prefere um ou vários estilos de decoração?

Como designer é natural que me identifique com mais do que um estilo de decoração mas esta profissão exige que sejamos versáteis.

Com que estilo de decoração mais se identifica?

Identifico-me mais com o estilo moderno e contemporâneo.

Espaço que mais gosta de decorar e porquê?

Sem dúvida, o quarto! Mas é também um dos mais difíceis devido a intimidade de quem lá dorme estar implícita.

O que está in e o que está out em termos de decoração?

As frases “menos é mais” do arquiteto Mies Van der Rohe e "a forma segue a função” do arquiteto Louis Sullivan foram autênticos marcos na história e ajudam a definir aquilo que entendo por In & Out no Design.

In e Out são conceitos bem distintos. In é o equilíbrio, a funcionalidade, a inovação e a criatividade relacionado com o fator bem-estar. Out é o exagero, aquilo que é supérfluo e exuberante.

Existe alguma cor, detalhe ou peça que utilize sempre nas suas decorações?

Procuro desenvolver um projeto decorativo com o qual o cliente se identifique, independente de sempre utilizar uma mesma cor, detalhe ou peça nas minhas decorações.